20/03/2014

Ground Zeroes censurado no Japão? Mas que raio?

Metal Gear Solid 5 Ground Zeroes (PS4) Migueruta
Para quem ainda não sabe, a CERO ( Computer Entertainment Ratings Organization), instituição responsável pela classificação dos videojogos, acabou por dar "tau-tau" no recente Metal Gear Solid 5 Ground Zeroes, ou seja, o jogo foi mesmo censurado no próprio Japão. UPS?! Ô_o)??

Hideo Kojima, em entrevista com a revista Famitsu, confirmou o facto,
dado que algumas das cenas do jogo ultrapassam os exigidos limites da explicitibilidade da acção e dos temas em relevo. Mas não revelou quais as cenas censuradas para não estragar a história do jogo. Realmente, a acção do jogo é muito realista e as leis da física muito palpáveis psicologicamente. Nomeadamente uma das situações é demasiado explícita, e não são adequadas a todas as idades, daí o jogo ter sido considerado para Maiores De 18 Anos na maioria dos países, senão todos até.

Por isso, hoje, dia 20 de Março, data oficial de lançamento do jogo no Japão, foi impedida a venda do Ground Zeros em território japonês. Ou seja, foi adiado o seu lançamento, porque irá ser editada uma versão exclusiva (censurada, não-integral) para terras nipónicas.

De acordo com a sua visão artística, há tempos atrás, Hideo Kojima disse que "os jogos nunca serão considerados cultura se não tocarem em temas susceptíveis" - coisa que será difícil evitar dado o avanço da tecnologia permitir cada vez mais realismo aos videojogos.

Kojima também disse na altura "Se não ultrapassarmos o limite, se não tentarmos exprimir o que realmente queremos dar a entender, os jogos serão apenas jogos. Se não tentarmos ir além, nunca vamos chegar ao nível que os filmes e romances chegam. Eu não quero evitar temas considerados susceptíveis. Se não passarmos para lá da barreira, os videojogos nunca serão considerados cultura."

Eu acho um bocado hipócrita a censura feita, dado que o Japão tem uma cultura de filmes, animação, e banda desenhada, onde temas chocantes como a violação sexual e a pedofilia são temas naturalmente abordados como parte das histórias.

Além do Japão, também a Austrália e a Nova Zelândia terão o lançamento adiado para o dia 27 de Março.

Sem comentários:

Enviar um comentário